Los Andes Sagrados

Los Andes Sagrados

lunes, 25 de septiembre de 2017

Florescer nos 21 dias... viva a Primavera!

ENTRE TUS MANOS 
LAS MIAS
EN ESE MUNDO VACÍO


Amar a Pachamama es natural, no se precisa la Fe perfecta, sólo dejar que la invertebrada vida, nos inunde insensata y antigua, y nos abra desde adentro a la plena sabiduría de sabernos animales sagrados de este Planeta Vivo.

Cada instante te trae una Mano amable y genial. La Mano de la Diosa, para llevarte por los caminos del corazón, plenos de aventuras de amor y libertad, no te sueltes, porque no puedes hacerlo, solo puedes resistir soberbio a ser un animal que respira y sueña y a veces canta la alabanza india a la Pachamama, nuestra madre, nuestra amante lujuriosa, nuestro SER y todo. 

Prática dos 21 dias

O DESPERTAR DO CORAÇÃO
De Mãos dadas com Pachamama

setembro 2017

www.nacionpachamama.com

sábado, 12 de agosto de 2017

Quer fazer os 21 dias? Conheça a experiência de quem já fez...


“Sobre a Prática dos 21 dias o que mais me chama atenção é a purificação do corpo através do cuidado com a alimentação e a purificação da mente através da prática da meditação. Esse período, vejo como uma oportunidade de reavaliar a maneira como estou me relacionando com a vida. Somos filhos da terra, dela viemos e para ela retornaremos e para termos uma boa jornada vejo como passo fundamental compreendermos que de fato a terra é nossa mãe e precisamos cuidar dela.” (Marcelo Pacheco de Oliveira, Educador físico, Gravataí/RS, Março/17)

“Em Gravataí o movimento Nación Pachamama mantém uma sede, a Comunidade Campesina Espiritual Aoniken, em Morungava. Também nas proximidades de Curitiba, Pelotas, Fortaleza e Brasília, além de uma na Argentina. A Prática dos 21 dias ocorre todo março e setembro, atualmente na sua 29ª edição. Trata-se de uma atenção desperta coletiva e conduzida na forma de um manual, onde pessoas do Brasil e do mundo todo, sincronicamente, se conectam ao aqui e agora, levados pela poesia da sabedoria andina indígena, intimamente conectada com a Mãe-Terra (Pachamama), seus elementos, e o universo como um todo. Permite-nos um olhar mais atento ao jeito que temos conduzido e sido conduzidos pela vida, permitindo profundas reformulações de nosso Ser.” (Diego Iriarte, biólogo, residente de uma das Comunidades da Nación Pachamama, Brasil, Agosto/17)

"A Prática dos 21 dias é o coração se abrindo a sentir a Mãe-Terra. Sentir o fluxo de vida que se renova a cada instante. Uma oportunidade de nos conectarmos ao misterioso e profundo que é Pachamama. Um caminito simples, poético e vivo!" (Karen Knor/ Sol Aguilar, psicóloga, Florianópolis/SC, Março/17)

"A prática me trouxe a capacidade de reconexão comigo mesma, com minha essência original e desta maneira transformou o meu olhar e minha maneira de me relacionar comigo, com tudo e todos. Fazendo despertar minha consciência adormecida e minha percepção do que é a realidade e do que é de fato importante e deve ser uma prioridade no viver: os vínculos consigo, com os outros e a devoção à mãe Terra, divina e bendita Pachamama. Essa prática atual está me ensinando que tenho o poder de escolher, consciente e responsavelmente, viver no melhor de dentro de mim e fora de mim também, sabendo que tenho sim, os dons para solucionar tudo o que se apresenta sem me angustiar ou tensionar, me mantendo alinhada com o fluxo natural criativo e leve da vida.” (Roberta Braga/Shaya Sandoval, fotógrafa, Fortaleza/CE, Março/17)

“Os 21 dias foram minha entrada na Nación Pachamama. É minha sétima prática e a aguardo como criança esperando o Natal ou seu dia de aniversário. Mestre Lucidor traz uma linguagem poética que foge dos conceitos mentais estéreis e cinzas, conduzindo-nos a aprofundar no vazio da beleza de estarmos vivos. São três semanas de muito movimento interno, de sentir-se no fluxo leve da Vida, de Pachamama, nossa Grande e Amorosa Mãe.” (Martha da Rosa Zenker/Aurora Obelar, professora e terapeuta, Montenegro/RS, Março/17)

“21 dias para mim é uma gota de SER o AGORA no oceano da vida agitada que temos. É poesia, é sabedoria, é mudança interior, é meditação, é parar e olhar para dentro, e dar se conta do mundo a nossa volta, ver como ele é doce e belo, é mudar a perspectiva deste olhar nem que seja por 21 dias...” (Mirela Zenker/Serena Iriarte, fisioterapeuta, Guaíba/RS, Março/17)
“Para se conhecer a semente é preciso descascar o fruto. A prática dos 21 dias é assim! Ela nos ajuda a retirar as cascas produzidas desde a infância. Durante 21 dias paramos para observar os hábitos desenvolvidos nas dimensões física, emocional e mental, aprofundando a compreensão espiritual a partir da sabedoria andina. Estabelecer o reconhecimento das cascas nos permite encontrar o potencial de vida e criatividade existente em nós, que se localiza no centro inocente do coração. Um eixo de descoberta fundamental para vivermos em amor e harmonia. Com muito refinamento e linguagem poética, a prática nos leva a aprender a beijar a Vida.” (Ana Lúcia Schüler Chedid/Fionna Iriarte, Professora e advogada, Santa Cruz do Sul/RS, Março/17)

“Fazer a prática dos 21 dias é como mirar um arco-íris e ver através dele o paraíso tão sonhado por nós. Durante a prática, aos poucos, vamos aproximando-nos desse portal e adentrando um universo mágico de beleza e encanto, conforme purificamos nosso coração e nosso olhar, resgatando a inocência de nosso ser...” (Leonardo Natorf de Miranda/Leonidas Dedalos, Administrador e instrutor de Yoga, Pelotas/RS, Março/17)

Mais informações: www.nacionpachamama.com
ou pelo e-mail: pratica21dias@gmail.com

jueves, 27 de julio de 2017

21 DIAS DE MÃOS DADAS COM PACHAMAMA...


O DESPERTAR DO CORAÇÃO
Estar em boas mãos traz a música do coração à consciência e, por instantes vivos, o caminho nos mostra o Sentido. Em boas mãos, a Vida nos conta seus mistérios e maravilhas.
Estamos em boas mãos? Ou estamos em mãos de um pequeno tirano que nos faz viver nas pequenas mortes da angústia, da preocupação e da solidão?
É a angústia uma mão que aperta teu coração e tens que fechar-te para não sentir?
Sentes que estás confuso, perdido, que a solidão te leva a mundos dolorosos e que a vida está sendo uma estrada ao tédio?
Desde os Andes, chega um alento das abuelas, dos abuelos, para aprender o sentido desta rara experiência de viver.
E nesta edição da Prática dos 21 Dias trataremos da situação essencial nesta vida: abrir o coração. Fomos educados para viver com o coração fechado. E isto é antinatural. Como uma flor nasce para abrir-se e soltar seu perfume, assim um ser humano cresce para soltar livremente sua beleza interior, sua luminosa alegria, sua bondade natural.
A mente se tornou muito complexa devido a tanta exigência e estresse a que está submetida, devemos reeducá-la na vivência da simplicidade. Isto nos dá a vivência profunda do coração vinculando-se diretamente com esta Vida que arde em cada instante.
É este livro o que te levará aonde teu coração tanto sonha, a voltar a sentir a mão doce da Mãe Vida, levando-te firme e carinhosa pelo caminho de viver, desfrutar e aprender em família.
Não tens porque experimentar essa dor de viver, isso não está no plano de Vida que trouxeste ao nascer. Compreende, querido, querida, esta Vida é um jogo, temos que reaprender a brincar.
Quando aprenderes a abrir o coração, experimentarás que em cada instante que chega ao presente se esconde umas maravilhas que estão ocultas dentro deste teatro do Agora.
Este esforço de 21 dias para desterrar hábitos e gestos mecânicos de sofrimento e separação do aspecto lúcido e amoroso de nós mesmos é simples e profundo, e sinto que em um momento histórico, onde tanta confusão faz arder a sede de lucidez, esta é uma medicina espiritual magnífica para os peregrinos angustiados por tanta sede de luz e boas mãos.
Na prática vais ter experiências e compreensões mais que informação ou formação. A Mística Andina está dirigida a vivências e não a criar campos de intelecto sem práxis.
Vivenciar a poesia doce de teu SER, aberto e atento aos regalos que recebemos da Vida, ou da Deusa, é um antes e um depois, mostra a tua consciência que sim, vale a pena viver.

Este momento de vida é apenas um breve momento de consciência; nos Andes os abuelos nos ensinam a tirar todo o suco deste evento tão raro que é viver. Não o percas!

De 1o a 21 de setembro de 2017

Informações: pratica21dias@gmail.com

www.nacionpachamama.com

martes, 21 de marzo de 2017

FELIZ DIA 21! QUE DOCE MOMENTO PARA SERVIR!!



Chegamos à porta da Beleza: a voz de Deus, seu santo fluxo, este devenir sem cessar em Vida.

Todos os filhos desta terra estamos juntos hoje na Unidade do Fluxo, sente e desfruta celebrando este dia, puro território de consciência liberada de limites e fronteiras.

Hoje é um dia fora do tempo, fora da cotidiana labuta mecânica do "eu-personagem".

Um dia cheio de som que és, irmã amada, irmão amado! Teu coração de selva nos abraça e este coração de montanhas nevadas te recebe em rezo silencioso, neste instante de pássaros e sonhos, unidos voemos no azul Fluxo desta Terra Santa.

É agreste este canto, floresce em simples liturgias, a taça do coração está plena da pureza das pedras, dos nevados. Os condores e pumas dançam agora conosco que moramos nestas alturas soltando bênção celeste para ti e para os sonhos que aguardam no coração.

Chegamos ao final deste esforço, conhecemos um pouco mais de nós mesmos e da vida, aprendemos dos arcanos do Fluxo e da possibilidade de viver em sincronia e sintonia com a Vida.

Procura que o coração não volte a adormecer por causa do "eu quero". Agora é um farol no escuro, é bondade de céu azul, é canto de pássaros livres, é um espaço claro e vazio...

Neste momento leve de despedida não há quem se despeça sem seja despedido. Não há eu aqui, de mãos dadas com o Fluxo voltamos a casa, e com a cabeça erguida unidos na Unidade caminhamos até a ressurreição da Terra; que o saibam os pampas, as marés, que o conte o vento em todos os lados, e que o coração de estrelas das negritas e negritos entre firme e digno até a casa sem portas de Nación Pachamama...

QUE DOCE MOMENTO!

Lucidor Flores

Dia 21
UM RIO DE BORBOLETAS AZUIS
A Beleza em Movimento

Prática dos 21 dias - março de 2017

SUBE A NACER CONMIGO, HERMANO!

MISSÃO QUEROS - ABRIL 2017

http://www.ongpachamama.com/queros