Los Andes Sagrados

Los Andes Sagrados

sábado, 26 de enero de 2013

O Canto do Oceano no Coração!

Unido aos nevados e às nascentes de todos os arroios, te convido a mergulhar neste rio de gratidão que nos leva ao oceano misericordioso da vida! Sente o coro de tuas células, que vibra de úmida emoção por cada novo dia! Dá as graças às células, ao cérebro, à consciência, e a este oceano de vida que nos rodeia, ao qual chamamos Pachamama. A Mãe de todas as mães!


Prática dos 21 dias: de 1º a 21 de março de 2013.

Informações: misticaandina21dias@yahoo.com.br

domingo, 20 de enero de 2013

esta Jubilosa Gota...


O som do coração do Oceano cósmico é como o reflexo do amanhecer na gota de orvalho... se desliza sobre uma folha caindo ao rio que a levará ao oceano. Sutil, efêmero, assim é. Sem esforço e com prática é possível chegar ao impossível.
Lucidor Flores

Período da Prática: de 1º a 21 de março de 2013

Informações: misticaandina21dias@yahoo.com.br

domingo, 13 de enero de 2013

a gota volta ao oceano...



Como pétalas que caem de um galho misterioso,
chega a noite e com ela as úmidas estrelas!
A sagrada fonte chega com sua suave lucidez e as cores, os cheiros, as nuvens,
e tudo fica unificado... 
a consciência se unifica com a respiração e com Pachamama,
e a gota volta ao oceano...
E o coração dança feliz... e se funde nesta vibração bendita.
Todas minhas células cantam e vibram... 
e a vida é um oceano que me faz sentir sua bendita intensidade. 
Lucidor Flores







viernes, 4 de enero de 2013

...como uma simples gota!




Aprendi a aceitar o destino, quando ainda era um menino... sentado na mesa velha do abuelo, sem queixas, com alegria, aprendi a aceitar-me e a aceitar meu destino. E o céu acomodava a vida em um silêncio, que nem sempre é confortável. Desde cedo, o anjinho de falar a vida está dando volta.
Acordei cedinho com os cheiros naturais do monte. Alguns doces, outros amargos, como a vida, assim, devagarinho fui acordando, e o ser sincero e pleno se fez verso em silêncio e todo o coração exalou a vida... TE QUERO... e a inundação chegou mansinha e azul, como uma chuva de estrelas... como uma rajada de graça... chegou.
Como uma simples gota, me uni ao destino sem igual que acontece aos humanos, aos bichos todos e à vida, um destino de rodar pelo leito vivo deste mistério de terra e alma.
Aceitar, com um sentir doce e leve, a tudo o que sucede no agora... é sem dúvida, a chave para sair da prisão das dualidades que nos golpeia desde dentro e nos faz tão fracos e infelizes.
Com aceitar não me refiro a ser tolerante com atitudes prejudiciais, nossas ou dos outros, senão, me refiro, com clareza, à aceitação do que realmente sucede em seu ser, agora.
Assim, nos unimos como uma gota ao rio que canta na vida.
Aceitar-se como um todo, sem etiquetar-se, nem estar dividindo-se em bom e ruim, faz com que a humilde gota adquira brilho e atraia a Vida, e as lágrimas pretas da angústia deixam de golpear desde dentro.
A humilde e amorosa gota aceita tudo o que ocorre em seu interior, assim se umedece de vida, de transparente sonoridade. Se excluirmos algum aspecto do que sentimos, estaremos dividindo-nos, e então alimentamos os sentimentos de separação e medo, e perdemos a dignidade.
A aceitação de nós mesmos, de nosso destino, do que sucede, desmantela toda a base do medo e da separatividade interior e exterior, e dá nascimento a um rio que canta e flui, entre pedras e remansos, entre vales e quebradas, sem se importar pela paisagem e sim, acarinhando a todo o Todo, sendo vida na Vida...
Somos essa gota humilde que desliza pelo leito e é noiva do assombro, encontrando, descobrindo o rio da vida e deixando-se surpreender pelas eternas e infinitas possibilidades...
Com reverente assombro, escuto as cigarras, que com ímpeto indígena, me auguram um dia muito quente, e aceito como uma humilde gota, e assim o coração sorri, pleno e unificado, com todo este agora... Há tanta luz aqui e agora!
Lucidor

martes, 1 de enero de 2013

Gota de Luz!



Chegam ondas de um mar quente de silêncio, pequeno meio-dia na Latino América…
A pele do espírito se umedece de ternura… ao respirar a quietude do eterno, fresca, nova, surpreendente… a alegria vai fazendo-se real...
Gota de luz, que se desliza para dentro, um oceano de gozo vai abrindo-se a meu passo…tão sutil, e eloquente… silencioso beijo…
Tudo está ocorrendo pelo Ser, fazer sem fazer, deixando-se Ser… deslizando-se como a gota leve e abandonada, confiada no silencioso oceano…..
Lucidor