Los Andes Sagrados

Los Andes Sagrados

jueves, 15 de marzo de 2012

EU SOU um irradiante sol de terna humanidade!


Um só Amor, um só coração que contém toda a vida e sua bênção... Ah, vem irmão, irmã, visitar a Senhora Aparecida, a Mãe Divina, a Pacha velha, a Kali Ma, em teu Ser, a fonte de todos os sopros de paz e amor... Abre teu sentir e respira paz, paz, e segue voando para dentro, abrindo as gaiolas com gratidão... esta chave mágica e poderosa, esta chave-asas... que nos cura e alimenta... Vem, índio sagrado, indiazinha mimosa, e libera-te de conceitos, de opiniões, de posturas, e, vazia de ti mesma, sente a liberdade cósmica, onde o Senhor do Amor brilha como um diamante estrelado, trazendo compreensão e destruindo toda a ignorância e a separatividade... e sente este sorriso eterno e compassivo que te acompanha desde que estavas no amor de teu papai e mamãe...

Ah... amanheceres sagrados... vem, arde, solta suas chispas e sente a voz de todos os índios, a voz de todos os pássaros, de todos os rios que te dizem: não te rendas à medíocre acumulação e à procura de sensações vazias de amor... não te rendas, luta comigo pela vida!

Hoje, afirma com todos os uaikis andinos, com todos os irmãos revolucionários e poetas da Nação Pachamama:
Nestes amanheceres cósmicos
Comprometo-me, junto a todos os seres viventes
A manter a ternura e a firmeza de estar consciente
E a não perder nenhuma oportunidade de ser humano...
EU SOU um irradiante sol de terna humanidade!

Sim, hoje é o tempo de tua humanidade. Perde-te em abraços, em sorrisos, em calidez humana... e não grites; com suavidade, com leveza, anda pelo dia com teu rosto original, livre amor de pássaro, livre sopro de paz que a tudo impregna em seu aroma libertário...

No hay comentarios:

Publicar un comentario