Los Andes Sagrados

Los Andes Sagrados

martes, 6 de septiembre de 2011

...o voto do sexto dia!!!


Vem, hoje, e oferece teu dia ao Coração... e mora todo o dia no teu peito de carinhoso papai, de carinhoso companheiro de trabalho, de carinhoso discípulo, de carinhoso ser humano. Hoje é o dia de ser o índio carinhoso, canal do carinho da galáxia, da vida... Assim, une todos os agoras com carinho, ainda que seja muito difícil; assim, vencemos a desarmonia e transformamos nosso passeio por este dia em um plano de harmonia e carinho... assim, defendemos a alegria!

Diz conosco, os índios luminosos de Pachamama:

Quando parece que tudo está perdido,
Junto a todos os seres e à luz
Irradio carinho corajoso e alegria
E persisto junto a Tayta Inti em ser uma luz para a vida!
Lucidor Flores

miércoles, 31 de agosto de 2011

Queridos índios, benditos pequeninos da Nação Pachamama!


Há em nossas memórias, pequeníssimas façanhas, que nos alimentam de dignidade, de simples compreensão de quem somos, durante toda uma vida.
É a uma pequena façanha que te convido. Para que libertes ao que tanto tempo tem estado guardado em teu coração. Sim, um pequenino índio, selvagem, livre, e alegre. Sem pretensões de ser mais do que já é! E feliz por viver no bairro dos seres sensíveis.
Estas pequeníssimas façanhas, que nos aventuramos a viver, sem saber bem em que vão dar no caminho, e são estas sendas que Pachamama adora, pois tua mente não tem controle. Aqui, se geram essas pequeninas memórias luminosas, de onde bebe teu coração para dar-se força e convicção de mudar. Estas pequeníssimas façanhas são vitais para tua ecologia íntima.
Quando vivas em teu dia, presta atenção a essas pequeníssimas façanhas, que a vida te dá, e abre teu coração e faz contato. Sê presença, pois estas pequeníssimas façanhas, provém do coração aberto e luminoso da vida. E se os captas, te comunicas com o Todo. Com essa fonte maravilhosa, de onde sai a alegria, a bondade, e a Fé.
Aqui, estamos nós, os seres humanos. Pequenas portas abertas para que o grande mistério do infinito, projete-se na existência.
Cada dia pode ter, se tu escolhes, pequenas façanhas, atos de loucura sagrada, palavras que são faladas do coração. Pequenos brindes com Deus, o Infinito.
Aqui, estamos com os olhos abertos, aos pequenos convites da vida. Receberemos esta pequena porta aberta e que faremos com ela?
Aprendamos juntos a ver e sentir a beleza e força da vida, que é justamente essa fragilidade de pequeníssimas coisas... de pequeníssimos momentos de delicada expansão... aprendamos juntos, por 21 dias, a viver as pequeníssimas façanhas...
Enquanto escrevia este pequenino texto, a plenitude chegou com sua clareza e silêncio, e tudo vibrou com suave canção... presente da vida para quem se vincula com as pequeníssimas façanhas que compõe um grande plano de harmonia.
Lucidor Flores

lunes, 8 de agosto de 2011

viernes, 22 de julio de 2011

Caminito dos índios sagrados!!! Uma alegre e humilde jornada...


Queridos índios da Nação Pachamama!
Há em nossas memórias instantes únicos, que nos alimentam de dignidade, da simples compreensão de quem somos, durante toda uma vida.
É a esta humilde jornada que te convido, para que libertes ao que tem estado engaiolado em teu coração há tanto tempo. Sim, um pequenino índio, selvagem, livre e alegre, sem pretensões de ser mais do que já é! E feliz por viver no bairro dos seres sensíveis.
Estas mínimas aventuras que vivemos tem como essência o belo risco de intentar viver e amar, assumindo a incerteza de não conhecer os resultados. E são estas sendas que Pachamama adora, pois a mente não tem controle.
Aqui, nascem essas pequeninas memórias luminosas, de onde bebe teu coração para ter força e convicção de mudar. As pequeníssimas façanhas são vitais para tua ecologia íntima.
Quando vivas em teu dia, presta atenção pois as possibilidades que a vida te dá estão ali, agora, com a urgência e a lentidão de Pachamama. Abre teu coração e toma-as sem medo. Sê presença, pois estas pequeníssimas façanhas provém do coração aberto e luminoso da vida. E se as captas, te comunicas com o Todo, com essa fonte maravilhosa, de onde sai a alegria, a bondade e a ternura.
Aqui estamos nós, os seres humanos, simples portas abertas para que o infinito sopre como uma brisa doce em tua vida cotidiana.
Cada dia pode ter, se tu escolhes, pequenas façanhas, atos de loucura sagrada, palavras que são faladas do coração.
Aqui estamos, com os olhos abertos aos convites vibrantes da vida, e o que faremos com eles?
Aprendamos juntos a ver e sentir a beleza e a força da existência, que são justamente essa fragilidade das pequeníssimas coisas... de pequeníssimos momentos de delicada expansão... aprendamos juntos, por 21 dias, a viver e dançar com os índios da Mística Andina...
Enquanto escrevia este pequenino texto, a plenitude chegou com sua clareza e silêncio, e tudo vibrou com suave canção... presente da vida para quem se vincula com as pequeníssimas façanhas que compõem um grande plano de harmonia.
Lucidor Flores

Para mais informações sobre a prática dos 21 dias de setembro 2011:
misticaandina21dias@yahoo.com.br

www.misticaandina.com.br

viernes, 15 de julio de 2011

Convite para Prática dos 21 dias...


CAMINITO DOS ÍNDIOS SAGRADOS
Uma alegre e humilde jornada

Uma senda que ocorre no agora, no sagrado cotidiano, em meio destas noites e dias que nos tocam viver...
Ah, querido, vai a teu coração e sente a jornada alegre e simples a que os colibris e os jaguares da Mística Andina te convidam a viver!

A vida é uma coleção de momentos sagrados, de encontros sagrados, de viva e vital presença...
Querido aceita esse convite e vamos viver uns dias cruzando a porta que nos separa do coração, através de uma escolha de vida simples e alegre!

Uma senda que viaja desde o eu mesmo para este coração inocente e humilde que somos, que só quer paz e amor... que quer sentir-se tranquilo e em harmonia com a vida... e sentir-se amado, e amando... que mais que menos?!

Estou fazendo soar a flauta do chamado espiritual, escutas?
Estamos, os colibris dos Andes, voando baixo, convidando-te a uma jornada de purificação de complexidade e de correria.

Vem, sobe a esta jornada onde a simplicidade e a inocência de Pachamama e Tayta Inti seguram a tua mão e te levarão de volta a este lugar em ti onde tudo é claro e dançante.
Com humilde carinho,
Lucidor Flores

A prática é orientada e escrita por Mestre Lucidor Flores.

Período da prática: de 1º a 21 de setembro/2011

Local: cada um em seu lar, com apoio de um manual, um CD com músicas devocionais e orientação virtual individual.

Para mais informações: misticaandina21dias@yahoo.com.br

miércoles, 5 de enero de 2011

A Via do Coração!

Querido que lês!
Chegaste aqui, pois teu coração te trouxe. Tu és o responsável por tudo, por absolutamente tudo que acontece.
A Via do Coração nos leva a descobrir o MESTRE DO CORAÇÃO! O duende amoroso e sábio, pacientemente, espera que a consciência amadureça e chegue à intuição essencial. Tudo é guiado, desde dentro do ser, para que ele aprenda a experimentar o Mestre do Coração!
A via inferior é onde a máquina está presente... Ali estão: os condicionamentos das memórias de dor, a reação inconsciente – baseada em instintos aprendidos. Ali estão: o caminho do menor esforço e as decisões convenientes. Toda a via inferior, baseada em inconsciência e falta de clareza, nos leva a dormir na hiperatividade e no sofrimento... que pode acordar-nos, ou não!
Pretendo escrever um manualzinho, para que durante 21 dias, te treines em escutar e te deixes guiar pelo Mestre do Coração. Para isso, tu terás que fazer um grande esforço e, ao mesmo tempo, entregar-te, . Uma difícil situação? Não, somente requer um pouquinho de atenção e intenção...
A Via do Coração nos leva ao Mestre do Coração! Este nos acompanha em todas as encarnações, guiando nossas experiências de vida. A consciência viaja desde a resistência e lamúria, raiva e dor existencial até a entrega, abertura e gozo pela harmonia da vida, guiada pela consciência e pelo Mestre do Coração – que são um e o mesmo ser...
Esta viagem começa com a intenção da transformação!
Peço-te que nesta próxima lua cheia, por volta da meia-noite, tu acendas uma vela, um incenso e te consagres a vivenciar o Mestre do Coração... Sim, olha, por uns instantes, em teu interior, e diz para ti mesmo:
ME CONSAGRO AO CAMINHO
SOU O CAMINHO E CAMINHO NELE
VIAJO ATÉ O MESTRE DO CORAÇÃO
ME CONSAGRO A TRANSFORMAR TUDO O QUE NÃO SEJA HARMÔNICO
Desfruta de ti mesmo, de teu ser, de tua essência e viaja durante todos estes dias, até o 1º de março: semeando, curando e amando todos os seres e todas as circunstâncias – compreendendo e aceitando-as como aspectos do Mestre do Coração!
Sente o movimento espiritual Mística Andina, a toda sua comunidade de aspirantes, simpatizantes, discípulos, amautas, guias, mamas, abuelitos, compadres, comadres, kurakas, sacerdotisas shaktis, anjos, arcanjos e Mestres Visualiza a chakana dourada e afirma conosco:

Sou um jardineiro, tenho sementes de inspiração. Lembro a meus irmãos, a beleza deste agora, ajudo a que se descubra o presente, o obséquio que a vida mesma nos dá...
Sou um farol de luz, animo e me animo em saber que é possível. Sim, é possível plasmar os sonhos se abrimos as janelas do sentir e enxergamos essa fonte de ternura!
Vejo a luz em cada ser e situação, enxergo em cada ser uma luz
brilhante, que dissipa toda obscuridade.
Tudo está completo!
Tudo é Deus!
Eu sou uma expressão deste Deus!

Querido amigo!
Os 21 dias começam hoje, noite de reis! Chego a ti como um presente, que tem outro dentro, a Via do Coração!
Sente a infinita ternura do Mestre do Coração, em seu inocente olhar... Sente e absorve tua alegria indomável e vamos juntos: semear, curar e amar a todos os seres e todas as coisas!
Pois tudo é de todos e tudo é o Mestre do Coração!
Lucidor Flores